Google+

Ontem vai ser hoje no tempo do amanhã

Deixe um comentário

15 de abril de 2017 por Eder Silva

Ao ligar o rádio nesta manhã aconteceu deparar-me com um daqueles tipos de deja vu no qual as Humanidades definem por “um momentâneo lapso da razão”, ou, nas sociabilidades se diz “rupturas do cotidiano” ou na psicossociologia como “presentificação do passado na construção biografias, de trajetórias” (STRAUSS[1]).

Enfim, seja uma definição ou quaisquer outras que melhor venha caiar nesta situação, o certo é que percebi, diante dessa espécie de deja vu, num tempo úmido e chuvoso desta cidade cinzenta e ao ouvir um som que trazia à memória algo “essencial” de meu ser, a saber, a nostalgia contagiante.

Sempre fui meio que imerso no passado e isto me faz pensar até que ponto vivemos realmente no presente. Sempre projetando coisas para o futuro, sempre usando o passado em nossas atribuições e papéis sociais aos quais somos coercitivamente convocados a executar.

Enfim, ao ouvir a linda música, pude observar muito da minha essência nela, alguns elementos que bateram forte na “autoidentificação”, no “meu self” MEAD[2]. A sonoridade na mediação do passado como presente.

Então, vamos aos fatos. Assistam o clipe [clicando no link abaixo] e se desintoxiquem das minhas repetidas palavras!

 


 

[1] Este conceito pode ser melhor entendido na leitura de “Espelhos e Máscaras”, de Anselm L. Strauss (1999)

[2] Este conceito de “self” é melhor visto na parte seis do livro “In the social psycology of George Mead” (1956)


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Para não-usuários Wordpress digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 8 outros seguidores

Arquivos

abril 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Livros Recomendados

Estatísticas do Blog

  • 564 hits
a n➐w ame n t e

T O D O S O U ♾ UM : OM E S M O U T R O

POESIAS DE MIM

Alma Boaventura

escamandro

poesia tradução crítica

Marinho

Outsider é um termo voltado àqueles que buscam enxergar não apenas o que está impresso na capa, o que aparentemente é mostrado como verdadeiro, mas também o lado de fora, o que muitos se abstêm de averiguar. O outsider é o caminhante, o peregrino, o visionário forasteiro que vê o que há de ilimitado nas hipóteses. O que não aceita de imediato o pré-estabelecido. No livro "O outsider" Collin Wilson chegou bem próximo do que expressa o termo. Entre o real e o virtual, escrever afinal não faz nem um mal. Mesmo assim, aí vai meu sinal, pra você, leitor, que não quer só o trivial, e sim o que vai além, o transcendental, o total, o essencial. Embarque nessa trip, e vamos juntos, vamos fundo nessa aventura. Fique à vontade, a casa é sua!

DOCVERDADE - Documentários

Outsider é um termo voltado àqueles que buscam enxergar não apenas o que está impresso na capa, o que aparentemente é mostrado como verdadeiro, mas também o lado de fora, o que muitos se abstêm de averiguar. O outsider é o caminhante, o peregrino, o visionário forasteiro que vê o que há de ilimitado nas hipóteses. O que não aceita de imediato o pré-estabelecido. No livro "O outsider" Collin Wilson chegou bem próximo do que expressa o termo. Entre o real e o virtual, escrever afinal não faz nem um mal. Mesmo assim, aí vai meu sinal, pra você, leitor, que não quer só o trivial, e sim o que vai além, o transcendental, o total, o essencial. Embarque nessa trip, e vamos juntos, vamos fundo nessa aventura. Fique à vontade, a casa é sua!

JOSPREY

Outsider é um termo voltado àqueles que buscam enxergar não apenas o que está impresso na capa, o que aparentemente é mostrado como verdadeiro, mas também o lado de fora, o que muitos se abstêm de averiguar. O outsider é o caminhante, o peregrino, o visionário forasteiro que vê o que há de ilimitado nas hipóteses. O que não aceita de imediato o pré-estabelecido. No livro "O outsider" Collin Wilson chegou bem próximo do que expressa o termo. Entre o real e o virtual, escrever afinal não faz nem um mal. Mesmo assim, aí vai meu sinal, pra você, leitor, que não quer só o trivial, e sim o que vai além, o transcendental, o total, o essencial. Embarque nessa trip, e vamos juntos, vamos fundo nessa aventura. Fique à vontade, a casa é sua!

Blog do Avila

Divagando, para aproveitar melhor as horas vagas...

O outsider

Outsider é um termo voltado àqueles que buscam enxergar não apenas o que está impresso na capa, o que aparentemente é mostrado como verdadeiro, mas também o lado de fora, o que muitos se abstêm de averiguar. O outsider é o caminhante, o peregrino, o visionário forasteiro que vê o que há de ilimitado nas hipóteses. O que não aceita de imediato o pré-estabelecido. No livro "O outsider" Collin Wilson chegou bem próximo do que expressa o termo. Entre o real e o virtual, escrever afinal não faz nem um mal. Mesmo assim, aí vai meu sinal, pra você, leitor, que não quer só o trivial, e sim o que vai além, o transcendental, o total, o essencial. Embarque nessa trip, e vamos juntos, vamos fundo nessa aventura. Fique à vontade, a casa é sua!

Cristianismo Outsider

"Consistência tola é o demônio das mentes pequenas" (Emerson)

Ateismo Politico

Tenuta Sandi WordPress.com site

Blog de Sociologia Política

Os processos sócio-políticos e o dia-a-dia

%d blogueiros gostam disto: